Sea-Doo FISH PRO é apresentado ao mercado brasileiro no SP Boat Show
Primeiro modelo de moto aquática desenvolvido para pesca é o destaque do estande da BRP no salão náutico, entre os dias 27 de setembro e 2 de outubro
Publicada em 25/9/2018.

São Paulo (SP) – O Sea-Doo FISH PRO será apresentado com exclusividade ao mercado brasileiro no São Paulo Boat Show 2018, de 27 de setembro a 2 de outubro no São Paulo Expo, capital paulista. Destaque no estande da BRP, o modelo é a primeira moto aquática desenvolvida especialmente para a pesca.

Além do lançamento, o público poderá conferir em primeira mão produtos Sea-Doo que já são sucesso na água, mas com outras novidades. Os acessíveis modelos Sea-Doo Spark agora contam com sistema de áudio opcional compatível com Bluetooth, portátil e dono de um efeito poderoso.

O recurso já estava disponível em outras linhas e também beneficia as motos aquáticas Sea-Doo Spark Trixx, ideais para manobras e muita diversão. A BRP irá apresentar em seu estande a novíssima cor Verde Pear para o Spark Trixx. Outra novidade é que os visitantes do São Paulo Boat Show irão concorrer a uma moto aquática do mesmo modelo.

A BRP irá expor no evento os modelos da Sea-Doo GTI SE 130, versátil e econômico, Wake Pro 230, para esportes a reboque, e RXP-X e RXT-X, referências em performance.

O grupo canadense ainda traz as recém-chegadas versões dos motores de popa Evinrude E-TEC G1 e G2 e o Sport Boat Colunna Expert 3, equipado com o propulsor Rotax RTX 250HP ECT 4 tempos Supercharger.

A BRP também promete surpreender com as máquinas da Can-Am durante o São Paulo Boat Show. No off-road, o lançamento para o Brasil do novo UTV Maverick Sport e o quadriciclo Outlander 570 são os destaques, enquanto no ambiente on-road a pedida é o Spyder F-3.

Mais sobre o Sea-Doo FISH PRO - Principal lançamento da Sea-Doo para 2019, o FISH PRO foi revelado no início de setembro, durante a convenção anual da BRP, nos Estados Unidos. O modelo de moto aquática oferece uma longa lista de características que inovam a experiência da pesca.

Entre elas, estão o cooler removível LinQ, o sonar Garmin* (recurso essencial para encontrar rotas e cardumes), o assento projetado para fácil movimentação, os apoios de pés Gunwale, que aprimoram a estabilidade e o conforto, e o modo “trolling”, para os momentos de pescaria.

O lançamento tem como base de fabricação o consagrado modelo Sea-Doo GTX 155, já com a nova plataforma que revolucionou o segmento de motos aquáticas em 2018. O conceito valoriza o aproveitamento total do espaço e o menor peso das embarcações, oferecendo casco mais largo e estável.

* Garmin é uma marca comercial da Garmin Ltda ou de suas subsidiárias e está registrada em diversos países, incluindo os EUA e o Canadá. ECHOMAP é uma marca comercial da Garmin Ltda ou de suas subsidiárias.

São Paulo Boat Show 2018
Datas: De 27 de setembro a 2 de outubro
Horários: Dia 27/9, das 15h às 22h; Dias de semana, das 13h às 22h; Final de semana, das 12h às 22h; Dia 2/10, das 13h às 21h
Local: São Paulo Expo, São Paulo (SP)
Ingressos e mais informações: www.saopauloboatshow.com.br .

Sobre a BRP – A BRP (TSX: DOO) é líder global em design, desenvolvimento, fabricação, distribuição e comercialização de veículos de propulsão e sistemas de propulsão. O seu portfólio inclui motos de neve Ski-Doo e Lynx, embarcações Sea-Doo, veículos Can-Am off-road e Spyder, sistemas de propulsão marítima Evinrude e Rotax, bem como motores Rotax para karts, motocicletas e aeronaves recreativas. A BRP suporta sua linha de produtos com um negócio de peças, acessóios e roupas dedicados. Com vendas anuais de CA $ 4,2 bilhões em mais de 100 países, a BRP emprega aproximadamente 8 700 pessoas em todo o mundo.

www.brp.com
@BRPnews

Ski-Doo, Lynx, Sea-Doo, Evinrude, Rotax, Can-Am, Spyder e o logotipo da BRP são marcas comerciais da Bombardier Recreational Products Inc. ou de suas afiliadas. Todas as outras marcas comerciais são propriedade de seus respectivos proprietários.


Quadriciclo da Can-Am em operação na base brasileira localizada na Antártida
Crédito: Divulgação

Quadriciclo da Can-Am em operação na base brasileira localizada na Antártida
Crédito: Divulgação