Super Bananalama - oferecimento Honda supera três mil inscritos
Evento considerado o maior encontro de trilheiros do mundo comemora sucesso da 12ª edição na cidade de Corupá (SC)
Publicada em 8/7/2018.

Corupá (SC) – Um “mar de motocicletas” passou pelas trilhas de Corupá, em Santa Catarina, neste domingo (8). O Super Bananalama - oferecimento Honda, considerado o maior encontro de trilheiros de mundo, comemorou o sucesso da 12ª edição com a presença de 3098 veículos, sendo 2796 motos e 302 quadriciclos e UTVs.

Foram quatro dias de muitas atrações para os apaixonados pelo off-road no Seminário Sagrado Coração de Jesus, a base da grande festa. Além de shows de motocross freestyle e de manobras, houve área para exposição de produtos relacionados ao segmento.

O ápice foi a esperada trilha, que somou cerca de 60 quilômetros por paisagens típicas da região, famosa pelos bananais. Para fechar com chave de ouro, foram sorteadas dez motocicletas Honda CRF 230F entre os participantes, o modelo off-road de fabricação nacional que popularizou as trilhas em todo o país.

O espaço exclusivo com os produtos Honda e a carreta oficial da fábrica viraram ponto de encontro dos visitantes. A equipe Honda Racing esteve presente no evento e deu atenção exclusiva aos trilheiros.

No sábado (7), os pilotos de Motocross Hector Assunção, Lucas Dunka e Jetro Salazar e o piloto de Rally Cross Country Júlio “Bissinho” Zavatti, tricampeão do Rally dos Sertões na categoria Rally Brasil com a motocicleta Honda CRF 230F, participaram de um bate-papo informal com os trilheiros.

Eles deram valiosas dicas de pilotagem no ambiente off-road, bem como os chefes de equipe Cale Neto e Felipe Zanol, responsáveis pelos times oficiais de Motocross e de Enduro FIM, respectivamente. Os pilotos ainda encararam a trilha do Super Bananalama - oferecimento Honda pela primeira vez, todos com a CRF 230F.

“Foi muito divertido, uma adrenalina impressionante”, relatou Bissinho. “A trilha tem bananais e bastante lama, o que faz jus ao nome do evento. Cheguei totalmente coberto de barro e muito feliz, espero voltar no ano que vem”, continuou. A grande maioria dos trilheiros acelerou o mesmo modelo de motocicleta de Bissinho.

“Nas provas de rali, eu já andei em todos os tipos de situações - frio, areia, chão duro, pedra e calor. A CRF 230F mostrou a sua qualidade nas condições mais adversas. Para um evento como o Super Bananalama, a moto é simplesmente perfeita. Não é à toa que a maioria do pessoal estava com o mesmo modelo na trilha”, contou Bissinho.

Acostumado a acelerar a Honda CRF 450R nas provas de motocross, o equatoriano Jetro Salazar ficou impressionado com a quantidade de motocicletas presentes. “O evento é gigante e muito bem organizado. A trilha foi muito divertida e pilotar a CRF 230F, uma experiência sensacional. A moto é leve, tem torque e tornou o off-road acessível para muita gente”, concluiu Salazar.


Júlio Ferreira, piloto de Enduro FIM da equipe Honda Racing
Crédito: Idário Café/Mundo Press

Gabriel Soares, o Tomate, piloto de Enduro FIM da equipe Honda Racing
Crédito: Idário Café/Mundo Press