Na reta final do Rally Dakar, brasileiros vencem etapa e ampliam liderança
Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin estão na ponta da tabela da categoria para UTVs com o Can-Am Maverick X3 e somam 1h03min27seg de vantagem
Publicada em 18/1/2018.

San Juan (Argentina) – O piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin estão cada vez mais próximos do título da categoria para UTVs no 40º Rally Dakar. A bordo do Can-Am Maverick X3, os brasileiros venceram a 12ª etapa da prova, realizada nesta quinta-feira (18) entre Fiambalá / Chilecito e San Juan, na Argentina. A dupla ampliou a vantagem para 1h03min27 sobre o francês Patrice Garrouste e o suíço Steven Griener, que estão em segundo lugar na tabela, de acordo com os resultados extra-oficiais.

A chegada do Rally Dakar será no próximo sábado (20), em Córdoba. Mesmo na reta final, a prova continua levando homens e máquinas ao extremo. “A 12ª etapa foi muito cansativa e difícil, não consigo nem apontar o trecho mais duro. Teve pedra atrás de pedra e passagem por leitos de rio, o que nos deixou ensopados”, relatou o experiente Varela, no grid do Dakar pela sétima vez.

O percurso da 12ª etapa incluiu 791 quilômetros (522 de especiais). “Eu quase não aguento falar. Dormimos apenas três horas, às 4h53 já estávamos no Can-Am Maverick X3 para mais de 15 horas dentro do UTV. O veículo está perfeito, só ficou um pouco sujo por conta do barro”, explicou. O catarinense Gugelmin completou: “Se o Can-Am Maverick X3 resistiu tão bem aos desafios que encontramos até aqui, encara qualquer outra situação. É um veículo muito confiável.”

O navegador teve bastante trabalho no dia. “A organização, mais uma vez, exigiu muita na navegação. Foi bem difícil, com trechos no meio do nada, sem referência alguma. Completamos muito bem o dia, a missão foi cumprida e vamos motivados para as últimas duas etapas do Rally Dakar”, concluiu Gugelmin.

Por motivos de segurança, a etapa do dia foi cancelada para motocicletas e quadriciclos. As disputas serão retomadas nesta sexta-feira (19), com destino a Córdoba e 929 quilômetros de percurso (369 de especiais). A prova também reúne carros e caminhões, sendo que o percurso total inclui mais de 8.000 km e já passou por trilhas do Peru e da Bolívia.

Rally Dakar – Resultados categoria UTVs (extra-oficiais)

12ª Etapa
1 – REINALDO VARELA / GUSTAVO GUGELMIN (BRA) – 09H 27' 12'' – Can-Am Maverick X3
2 - CLAUDE FOURNIER (FRA) / SZYMON GOSPODARCZYK (POL) - 09H 38' 54''
3 – JOSE LUIS PENA CAMPO/RAFAEL TORNABELL CORDOBA (ESP) – 09H 45' 27''
4 – PATRICE GARROUSTE (FRA) / STEVEN GRIENER (CHE) – 09H 46' 06''

Resultados acumulados após 12 etapas
1 - REINALDO VARELA / GUSTAVO GUGELMIN (BRA) – 64H 10' 28'' – Can-Am Maverick X3

2 – PATRICE GARROUSTE (FRA) / STEVEN GRIENER (CHE) – 65H 13' 55''
3 – JOSE LUIS PENA CAMPO/RAFAEL TORNABELL CORDOBA (ESP) – 73H 15' 08''
4 – CLAUDE FOURNIER (FRA) / SZYMON GOSPODARCZYK (POL) – 73H 19' 02''

Confira o roteiro dos UTVs no 40º Rally Dakar:

19/1/2018 - 13ª etapa
San Juan / Córdoba (Argentina)
Deslocamento: 560 km
Especial (trecho cronometrado): 369 km
Total do dia: 929 km

20/1/2018 - 14ª etapa
Córdoba / Córdoba (Argentina) 
Deslocamento: 166 km
Especial (trecho cronometrado): 120 km
Total do dia: 286 km.

Sobre a BRP - A BRP (TSX: DOO) é líder global no design, desenvolvimento, fabricação, distribuição e marketing de veículos powersports e sistemas de propulsão. Seu portfólio inclui os veículos para neve Ski-Doo e Lynx, as motos aquáticas Sea-Doo, os veículos off-road e roadsters Spyder da Can-Am e os sistemas de propulsão marítima Evinrude e Rotax, bem como os motores Rotax para karts, motocicletas e aeronaves recreativas. A BRP dá suporte a sua linha de produtos com peças, acessórios e vestuário. Com renda anual de CA$ 4,2 bilhões em mais de 100 países, a empresa conta com aproximadamente 8.700 colaboradores em todo o mundo.

www.brp.com
@BRPNews


Passeio dos Namorados realiza 16ª edição no Pará
Crédito: Divulgação/Direct Jet

Passeio dos Namorados realiza 16ª edição no Pará
Crédito: Divulgação/Direct Jet