Brasileiro de Enduro FIM – Crivilin vence etapa e Bárbara Neves é campeã feminina
Prova com rodada dupla em Araxá (MG) estreia em grande estilo no calendário da competição
Publicada em 17/9/2017.

Araxá (MG) – A cidade de Araxá, em Minas Gerais, estreou em grande estilo no calendário do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM para motocicletas. Válida como a sexta e penúltima etapa da competição, a prova teve o capixaba Bruno Crivilin (equipe Orange BH KTM) como vencedor após dois dias de disputas neste fim de semana (16 e 17). O evento batizado de Enduro Dona Beja ainda foi válido como a grande final para a categoria EFeminina. A goiana Bárbara Neves (Zanol Team Rinaldi ASW) confirmou o título inédito e é a primeira campeã da temporada 2017.

O roteiro da etapa trouxe tipos variados de desafios, como especiais e deslocamentos técnicos, pedras soltas, terreno acidentado, calor forte e muita poeira. O público esteve presente no complexo do famoso Grande Hotel da cidade, que serviu de base para pilotos e equipes de diversas localidades do país. A rodada dupla teve saldo positivo para Crivilin, que pela primeira vez no ano conquistou a vitória de uma prova pela categoria Enduro GP (a qual envolve os pilotos mais rápidos da competição).

“Foi a primeira vez que corri em Araxá e gostei das especiais. A etapa foi bastante competitiva, no primeiro dia andei com mais cautela e no domingo aumentei o ritmo e não errei. Estou muito feliz, ainda mais porque o Rômulo Bottrel ficou em segundo lugar da Enduro GP e conquistamos uma dobradinha para a equipe Orange BH KTM”, lembrou o capixaba. “O Brasileiro está nos momentos finais e ainda há muito o que acontecer, acredito que tenho boas chances”, acrescentou Crivilin.

Com a taça na mão, Bárbara Neves disputou pela primeira vez o Brasileiro de Enduro FIM. “Eu me dediquei e evoluí bastante durante o ano, tive que aprender muito para conquistar o título. Agradeço a todos que estiveram do meu lado: o meu pai, que me ensinou a andar de moto, a Zanol Team Rinaldi ASW, os patrocinadores e o chefe de equipe Felipe Zanol e seus pais, Jacy e Dora, que me ajudaram muito nos treinos e bastidores”, finalizou a atleta. A decisão de todas as categorias masculinas está marcada para os dias 14 e 15 de outubro em Farroupilha (RS).

O Enduro Dona Beja também somou pontos para o Campeonato Mineiro e para a Copa Cerrado da modalidade. No Brasileiro, a decisão de todas as categorias masculinas está marcada para os dias 14 e 15 de outubro em Farroupilha (RS).

O Brasileiro de Enduro FIM 2017 é patrocinado por Rinaldi e conta com o apoio de MRPRO Braces, ASW, Sacramento Motorsports, Orange BH, Zanol Parts e Edgers.

Campeonato Brasileiro de Enduro FIM em Araxá-MG
(6ª etapa do calendário, válida como a final da classe Feminina)
Site oficial: www.brasileirodeenduro.esp.br


Resultados acumulados dos dois dias de provas
Enduro GP

1 – Bruno Crivilin - 47
2 – Rômulo Bottrel - 43
3 – Júlio Ferreira - 42

E1
1 – Patrik Capila - 47
2 – Victor Miranda - 42
3 – Loandro Anton - 38

E2
1 – Bruno Crivilin - 50
2 – Júlio Ferreira - 44
3 – Diego Colett - 40

E3
1 – Rômulo Bottrel - 50
2 – Rigor Rico - 44
3 – Ripi Galileu - 40

EJúnior
1 – Vinícius Luis da Silva “Musa” - 47
2 – Vinícius Calafati - 43
3 – Willian Dalmonech - 40

E4 Light
1 – Tiago Wernersbach - 50
2 – Marcos de Souza - 44
3 – Renato Costa - 38

E35
1 – Nielsen Bueno - 50
2 – André Barbosa - 42
3 – Adriano de Avila - 40

E40
1 – Beto Lamego - 50
2 – William Meneses - 44
3 – Cassiano Tebaldi - 40

E45
1 – Pélmio Simões - 50
2 – Marcos Benvenutti - 42
3 – Laurindo Zatorski Filho - 42

E50

1 – Cleber Sacramento - 50
2 – Gustavo Jacob - 50
3 – Isaias Rosa - 50

EAmador
1 – Augusto Benvenutti - 44
2 – Filipe de Lima - 43
3 – Uliam Bunetta - 40

EFeminina
1 – Bárbara Neves - 50
2 – Janaína Souza – 44

Classificação do campeonato após seis etapas
Enduro GP

1 – Luis Oliveira - 256
2 – Bruno Crivilin - 223
3 – Júlio César Ferreira - 219

E1
1 – Luis Oliveira - 275
2 – Loandro Anton - 232
3 – Patrik Capila - 199

E2
1 – Júlio Ferreira - 267
2 – Diego Colett - 240
3 – Bruno Crivilin - 238

E3
1 – Rômulo Bottrel - 283
2 – Gustavo Pellin - 227
3 – Rigor Rico - 204

EJúnior
1 – Vinícius Calafati - 235
2 – Gabriel Lucas Soares “Tomate” - 235
3 – Willian Dalmonech - 230

E4 Light
1 – Tiago Wernersbach - 263
2 – Jaime Zorzal - 229
3 – Bruno Martins - 100

E35
1 – Nielsen Bueno - 295
2 – Diogo de Andrade - 220
3 – André Barbosa - 145

E40
1 – Cassiano Tebaldi - 222
2 – Luciano de Lima - 200
3 – Beto Lamego - 140

E45
1 – Pélmio Simões - 280
2 – Marcos Benvenutti – 232
3 – Laurindo Zatorski Filho - 215

E50
1 – Roberto Theodoro - 166
2 – Gustavo Jacob - 108
3 – Cleber Sacramento - 100

EAmador
1 – William Palandi - 200
2 – Augusto Benvenutti - 180
3 – Roberto Theodoro - 79

EFeminina
1 – Bárbara Neves - 144
2 – Janaína Souza - 116
3 – Tainá Aguiar - 40


Campeão Luis Oliveira (à esquerda) e Patrik Capila no pódio da categoria E1 do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM
Crédito: Café Fotos/Mundo Press

Campeão Bruno Crivilin (à esquerda) e Júlio César Ferreira no pódio da categoria E2 do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM
Crédito: Café Fotos/Mundo Press