Brasileiro de Enduro FIM realiza penúltima etapa em Araxá (MG)
Campeonato tem momentos decisivos nos dias 16 e 17 de setembro com o Enduro Dona Beja, válido como a sexta etapa do calendário nacional
Publicada em 11/8/2017.

Araxá (MG) – O Campeonato Brasileiro de Enduro FIM desembarca pela primeira vez em Araxá, cidade da Serra da Canastra, Minas Gerais, nos dias 16 e 17 de setembro. A sexta e penúltima etapa do calendário nacional traz momentos decisivos no Enduro Dona Beja, que ainda soma pontos pelo Campeonato Mineiro e pela Copa Cerrado da modalidade.

Com base no Grande Hotel de Araxá, o evento terá estrutura completa para equipes, pilotos e público, inclusive com praça de alimentação com food trucks. “O lugar é ímpar, parece um castelo, e as trilhas da competição serão no entorno do hotel. Vamos terminar o levantamento da prova em breve, mas o percurso deve ficar em torno de 50 quilômetros por volta”, antecipou Daniel Rezende, o 'Boi', responsável pela organização local.

Os trabalhos estão a todo vapor e contam com o empenho dos integrantes da Associação de Trilheiros de Araxá e da equipe Rumo Desconhecido. “Teremos trilhas inéditas, altas velocidades e trechos mais travados. O trajeto soma dois Enduro Testes e um Cross Teste, incluindo terreno acidentado, chão batido, áreas de reflorestamento e pedras.”

Segundo o organizador, a região promete acompanhar as feras do Brasileiro de Enduro FIM de muito perto. “Estamos na Serra da Canastra, o que não faltam são trilheiros e belas paisagens. Além do público, os pilotos locais prometem comparecer em peso, também de olho nas disputas regionais. Temos o apoio de todos da cidade, que respira off-road”, concluiu 'Boi'.

O Brasileiro de Enduro FIM 2017 é patrocinado por Rinaldi e conta com o apoio de MRPRO Braces, ASW, Sacramento Motorsports, Orange BH, Zanol Parts e Edgers. Confira a classificação do campeonato após cinco etapas:

Enduro GP
1 – Luís Oliveira – 236 pontos
2 – Júlio Ferreira – 177
3 – Bruno Crivilin – 176
4 – Rômulo Bottrel – 168
5 – Gustavo Pellin – 129

E1
1 – Luís Oliveira – 250
2 – Loandro Anton – 194
3 – Patrik Capila – 152

E2
1 – Júlio Ferreira – 223
2 – Diego Colett – 200
3 – Bruno Crivilin – 188

E3
1 – Rômulo Bottrel –233
2 – Gustavo Pellin – 227
3 – Rigor Rico – 160

EJúnior
1 – Gabriel Soares “Tomate” – 195
2 – Vinícius Calafati – 192
3 – Willian Dalmonech – 190

E4 
1 – Jaime Zorzal Júnior – 215
2 – Thiago Wernersbach – 213
3 – Bruno Martins – 100

E35
1 – Nielsen Bueno – 245
2 – Diogo de Andrade – 182
3 – Anderson Vieira – 113

E40
1 – Cassiano Tebaldi – 182
2 – Luciano de Lima –166
3 – Beto Lamego – 90

E45
1 – Pélmio Simões – 230
2 – Marcos Benvenutti – 190
3 – Laurindo Zatorski Filho – 173

E50
1 – Roberto Theodoro – 166
2 – Luiz Carlos de Barros – 82
3 – Cleber Sacramento – 50

EF
1 – Bárbara Neves – 94
2 – Janaina Souza – 72
3 – Taina Aguiar – 40

EAmador
1 – William Palandi – 200
2 – Augusto Benvenutti – 136
3 – Roberto Theodoro – 54 


Campeão Luis Oliveira (à esquerda) e Patrik Capila no pódio da categoria E1 do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM
Crédito: Café Fotos/Mundo Press

Campeão Bruno Crivilin (à esquerda) e Júlio César Ferreira no pódio da categoria E2 do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM
Crédito: Café Fotos/Mundo Press